Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, ALTOS, CENTRO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Arte e Cultura
MSN -



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BLOG BANDA LARGA - 180 GRAUS
 UOL - O melhor conteúdo
 GIOVANA MANZOLI
 BLOG DO NOBLAT
 GENETON MORAES NETO
 BLOG NOTÍCIAS BOMBÁSTICAS
 BLOG DO NOBLAT
 Rádio Teresina FM


 
Blog do Toni Rodrigues


CONVERSA DE JORNALISTA

PMDB está dividido na véspera de convenção em Altos

O diretório do PMDB no município de Altos está dividido para as eleições de 2012. Primeiro, por meio do dirigente Ribamar, votou pelo apoio a candidatura de Patricia Leal (PPS). No entanto, pouco mais de duas semanas depois, o partido recua e discute uma nova possibilidade de apoio. Informa-se que Joãozinho Libório teria ficado profundamente indignado com declarações de membros daquele grupo em desfavor de peemedebistas. Segundo se reclama, foi dito que não teriam votos suficientes para participar daquela colocação. Desta feita em favor do PTC comandado pelo ex-secretário municipal de Administração, Jesus Pinheiro, muito ligado ao prefeito José Batista Fonseca. Os peemedebistas históricos liderados pelo ex-prefeito José Gil Barbosa não aceita a ligação do partido com o grupo de Fonseca. Ele defende a vinculação com o pré-candidato do PTB, Espedito Pacífico. O impasse deve ser resolvido na convenção partidária.



Escrito por Toni Rodrigues às 07h56
[] [envie esta mensagem] []



Toni Rodrigues se manifesta sobre movimento em Altos que pede meia passagem para estudantes

 

Meus jovens amigos estudantes altoenses,


Escrevo para dizer que sou totalmente a favor do movimento que defende a meia passagem para estudantes residentes em nosso município e que se deslocam diariamente para Teresina. Ressalto que esse meu posicionamento nada tem a ver com a campanha eleitoral que se aproxima. Tenho defendido ao longo do tempo a mobilização das diversas comunidades em defesa dos seus interesses, sem o que não seria possível qualquer avanço. Sou um remanescente do movimento estudantil dos anos 80 e naquela época havia grande luta contra a ditadura. Vivemos outros tempos, outra ditadura, a do poder econômico, e precisamos continuar nos mobilizando e lutando. Deste modo, venho colocar-me inteiramente à disposição do movimento “Meia Já”, acrescentando ainda que recentemente fiz comentário nas redes sociais e em meu blog (www.tonirodrigues.zip.net) defendendo o retorno do movimento estudantil em Altos. Em outras épocas grandes avanços foram obtidos por conta da mobilização estudantil. Queremos não apenas os secundaristas, mas também os universitários. Temos centenas de jovens em nosso município fazendo cursos de graduação e que precisam urgentemente se juntar para lutar por benefícios além da questão da passagem.

Contem comigo na condição de jornalista e de cidadão.

Abraços,

Toni Rodrigues



Escrito por Toni Rodrigues às 07h45
[] [envie esta mensagem] []



DIÁRIO DO HOMEM QUE ANDA

Jornalista relata final de semana movimentado; semana promete ser ainda mais intensa 

 

Tive um final de semana bastante movimentado. No sábado pela manhã fui ao bairro Ciana para o almoço na residência do casal Nelson e Claudete em homenagem ao batizado do filho deles. Fui com Fábio e Pedro Rodrigues. À tarde recebi alguns amigos em casa visando traçar estratégias para a campanha eleitoral que se aproxima. À noite, visitei meus amigos Pedro Cazuza e Auzenira. Mantive excelente contato com Hélio e Carol. No domingo pela manhã estive reunido com os candidatos a prefeito e vice da nossa coligação, Espedito Pacífico e Paulo Pires, na residência de seu João e dona Geralda, meus sogros. Logo em seguida parti juntamente com o Rodrigo Veras para a residência de minha amiga Josefa próximo ao conjunto Tonica Almeida. Estive depois na casa do Maninho. Nos deslocamos para o conjunto Mutirão onde sequenciamos visitas. Por volta de 11h fui até a casa de Ducarmo e conversamos demoradamente sobre os destinos de Altos. Ao meio-dia estive com meu amigo José Olindo para um breve momento de descontração e diálogo sobre tradições juninas. À tarde, recebi amigos em casa e à noite fui ao Baixão dos Paiva para prestigiar os festejos religiosos da localidade. Fomos eu, Pedrina, meu sogro João Veloso, Rodrigo Veras e lá fomos recebidos pelos amigos Reinaldo e Luiz Belisário. Na noite desta segunda-feira (18) estive com a professora Gracinha (uma de minhas primeiras professoras e que sempre me tratou como a um filho). Criatura maravilhosa. Muito feliz com a maneira como fui recebido.



Escrito por Toni Rodrigues às 22h19
[] [envie esta mensagem] []



CONVERSA DE JORNALISTA

Marcelo Mascarenha confessou fraude em pesquisa eleitoral que dava vantagem para Dr. Fonseca nas eleições de 2008, afirma Espedito Pacífico

Em dezembro do ano passado, na primeira reunião de pré-candidatos a prefeito de Altos, o dirigente do PT no município, Marcelo Mascarenha, fez o seguinte desabafo diante de dezenas de testemunhas: “É importante que todos fiquem atentos, especialmente você, Espedito, porque pesquisa se contrata e se paga. A vantagem é para quem paga. Na eleição passada nós colocamos o número que dava vantagem ao nosso candidato (então prefeito e candidato a reeleição José Batista Fonseca). Não era a verdade, mas estávamos pagando, então colocamos de acordo com o que desejávamos.” A informação é do líder político Espedito Pacífico (PTB) que se sente prejudicado em função, segundo ele, de pesquisas fantasiosas que sempre são divulgadas em períodos eleitorais e pré-eleitorais no município de Altos. A pesquisa publicada no dia 2 de outubro de 2008 dava vantagem de 15% para o prefeito Fonseca. O resultado final foi vantagem de apenas 2%. Significa dizer que a aquela pesquisa foi usada para “moldar” o sentimento do eleitorado a partir do chamado “voto útil”, que é quando o eleitor vota naquele candidato que está na frente. O PT está novamente do lado que realiza pesquisas. Será que os números atuais não estão sendo novamente manipulados para criar uma realidade fantasiosa? Como se pode imaginar que existam apenas 18% de indecisos num pleito cuja campanha ainda nem começou?! Isto é incrível.



Escrito por Toni Rodrigues às 17h06
[] [envie esta mensagem] []



CONVERSA DE JORNALISTA

 

Lideranças políticas de Altos tentam mobilizar população contra projeto do "lixão"

 

Diversos setores da comunidade altoense se mobilizam nesta sexta-feira (15) contra o veto do prefeito José Batista Fonseca ao projeto do vereador Carlos Augusto que limita em 15 km a distância da área urbana do município para construção de “lixões” e seus congêneres, se é que assim se pode chamar. O projeto é uma reação contra a implantação da central de tratamento de resíduos sólidos da empresa Limpel S/A na localidade Caranguejo. Houve manifestações em meios de comunicação locais. O enfermeiro e líder político do PTB Espedito Pacífico e o promotor de Justiça Raulino Neto, juntamente com Carlos Augusto, estão coordenando protesto a ser realizado a partir das 8h30min na Câmara Municipal. Um carro de som está fazendo a mobilização nas ruas. A implantação da central de resíduos está em andamento. Infelizmente, a população altoense sempre deixa para se manifestar quando certos acontecimentos já estão muito avançados. É certo que houve uma divulgação limitada de audiências públicas para tratar sobre o assunto. Mesmo assim, se tivessem sido divulgadas em qualquer parte e o tempo inteiro, poucos seriam os que compareceriam. Parece que a maioria das pessoas têm medo de se comprometer com a defesa dos seus próprios interesses e termina deixando esta responsabilidade para os outros. Neste momento é importante que todos participem. Até mesmo para conhecer a realidade sobre o projeto.

 



Escrito por Toni Rodrigues às 16h48
[] [envie esta mensagem] []



PTB

Espedito Pacífico protesta contra pesquisa BrVox e anuncia ação junto ao Ministério Público Eleitoral

 

O líder político e pré-candidato a prefeito Espedito Mendes Pacífico (PTB) se manifestou contra pesquisa do BrVox publicada na tarde desta quarta-feira (13) pelo portal 180 graus atribuindo 47% de preferência em favor de sua adversária Patrícia Leal (PPS). Segundo ele, a se considerar os números da pesquisa, a eleição já estaria definida com cinco meses de antecedência e antes mesmo de começar a campanha eleitoral, além do que a quantidade de indecisos é muito baixa, apenas 18%, o que mostra descompasso em relação ao andamento do processo. Pacífico disse que vai ingressar com representação no Ministério Público Eleitoral para que sejam apurados os critérios de coleta e tabulação de dados. O pré-candidato afirmou que na eleição passada para prefeito de Altos uma pesquisa do Instituto Jales publicada no dia 2 de outubro, um dia antes do pleito, dava 18% de vantagem ao candidato da situação. Com apuração das urnas, mostrou-se que a vantagem do então prefeito foi de apenas 2%. “Temos tudo para acreditar que está havendo manipulação de pesquisas para beneficiar a pré-candidata do PPS. Por isso estamos pedindo ao Ministério Público Eleitoral que investigue e se posicione. Queremos uma eleição limpa e não marcada pela mediocridade. A campanha ainda nem começou e o pleito já está definido?! Que conversa é essa?! A Justiça deve agir para garantir o equilíbrio da disputa. Estaremos vigilantes e cobrando nossos direitos”, declarou o candidato. Segundo ele, “o portal 180graus tem tradição de tendenciosidade com suas pesquisas eleitorais, citando como exemplo o pleito de 2010, quando dava como certa a vitoria de João Vicente Claudino no 1º turno da eleição para governador. Em Teresina ele ganhava até mesmo de Sílvio Mendes, o que não se confirmou.” E arremata: “Queremos pesquisas, mas pesquisas sérias, confiáveis, que possam denotar o real sentimento do eleitorado.”



Escrito por Toni Rodrigues às 19h14
[] [envie esta mensagem] []



José Gil Barbosa reúne familiares, amigos e correligionários para declarar apoio a Espedito Pacífico

 

O líder político José Gil Barbosa reuniu familiares, amigos e correligionários para anunciar seu apoio incondicional à candidatura a prefeito do presidente do diretório municipal do PTB, Espedito Mendes Pacífico, pré-candidato nas eleições de outubro e cuja oficialização ocorrerá em convenção a ser realizada próximo dia 30 de junho no Ginásio Pio XII. José Gil Barbosa foi prefeito de Altos em três oportunidades, além de vereador e deputado estadual, sempre muito bem votado em todos os pleitos dos quais participou. Ele disse durante o encontro que o município não pode mais admitir a presença de aventureiros e nem ficar sujeito aos abusos de poder econômico e político. “Nossa liberdade é nossa capacidade de escolha”, discursou. Espedito Pacífico agradeceu e disse defender uma eleição limpa e transparente. “Para nós, deve prevalecer a liberdade do eleitor, livre de qualquer tipo de influência ou de pressão. O abuso de poder político e econômico tem prevalecido nos últimos pleitos. Estamos caminhando para nos livrar desse tipo de coisa tão prejudicial ao desenvolvimento de nosso município.” José Gil Barbosa representa o chamado PMDB tradicional, partido que sempre participou das eleições em Altos defendendo elevados princípios de ética, moralidade e correção de rumos administrativos. Aos 93 anos de idade, José Gil se mantém lúcido e participativo. (TR)



Escrito por Toni Rodrigues às 18h51
[] [envie esta mensagem] []



CORAÇÃO VALENTE

Altos, o nosso lugar no mundo, seus encantos e potencialidades

 

 

Sempre sonhei em voltar para este lugar maravilhoso onde passei toda a minha infância, nos anos 70, onde fiz meus primeiros amigos, onde desfrutei os primeiros cenários urbanos e também rurais, as pessoas que, naquele tempo, eram bem mais simples, falavam mais verdades, olhavam em nossos olhos para tratar de alguma coisa.

Voltei. Fiz-me jornalista, reconhecido tanto no município quanto em nível estadual. Cidadão em minha cidade. Título conferido pela Cãmara Municipal. Cidadão teresinense. Idem. Fui agraciado com a Comenda do Mérito Renascença, em 2001. Homenageado pela prefeitura de Piripiri, onde nasci, com a Comenda do Junco, que é a mais alta honraria do município.

Ganhei diversos prêmios de reportagem. Matérias sobre os fenícios que chegaram ao Brasil antes de Cabral, entrando pelo litoral piauiense até chegar às Sete Cidades de Pedra. Matéria sobre o coração da seca no semiárido (Dom Inocêncio). Um lugar onde a convivência com a seca é possível. Matéria sobre a “terra de ninguém” no limite entre Piauí e Ceará. Os cearenses invadem nossos domínios.

Publiquei 15 livros. Sobre o assassinato de Donizette Adalto, sobre o crime organizado, a praça Pedro II, história de Altos, reencarnação, denúncia sobre a matança de prefeitos na década de 90. Poucos tiveram a coragem de denunciar abertamente a máfia de assassinos do Piauí. Reconheço que às vezes nem se trata de coragem, mas de obrigação, de dever. Tenho feito o possível para honrar minha história de vida.

Disse Winston Churchill: “Casei-me. Tudo deu certo.” Digo a mesma coisa. Pedrina têm sido uma bênção em minha existência. Seu primeiro milagre: a multiplicação da vida – Pedro, esta criatura amável e extremamente devotada a mim. Obrigado ao Criador.

Penso numa cidade diferente. Altos tem que ser melhor, mais aconchegante, melhores serviços urbanos (água, luz, telefonia, calçamento). Os servidores municipais precisam ser mais valorizados. Suas praças devem ser melhor cuidadas. Precisamos plantar mais árvores, conscientizar as pessoas de que elas devem ser preservadas, combater os vândalos. Também temos que lutar por mais segurança. Juntar as forças do município e do estado para garantir a proteção ao nosso maior patrimônio – o cidadão altoense.

Os homens públicos devem se preocupar mais com o próximo e menos com eles mesmos. Precisamos combater a corrupção com toda a força possível. Lutar pela recuperação dos dinheiros desviados. Tentar investir numa estrutura de turismo. Altos é uma cidade bonita, tem muitos atrativos. A floresta de Palmares. O castelo encantado do Ogiê. O açude da Tranqueira. Os olhos d’água da Maravilha. As trilhas ecológicas das serras do Cedro, Negra, Montanhas. A visão belíssima de morros circundantes. Tudo isso compõe um excelente painel para garantir a atração de pessoas, turistas. Lutar pela duplicação da rodovia BR 343 no acesso a Teresina. Reivindicar a construção do anel viário para tirar o trânsito pesado do centro da cidade. Quem sabe, conquistar a construção do aeroporto estadual em nosso território. Tudo é possível desde que se queira.

Nossa terra tem encantos que outros lugares não possuem. O que devemos fazer é amá-la porque o amor pelo lugar da gente no mundo é fundamental. Um amor desinteressado, capaz de aceitar situações adversas, mas nunca de admitir que outros a violem, a maculem, e mesmo que isso venha a ocorrer, que se lute contra isso, que se busque a mudança, fazer uma transformação para melhor.

 



Escrito por Toni Rodrigues às 17h43
[] [envie esta mensagem] []



ALTOS - SUCESSÃO MUNICIPAL

Pesquisas falsas tentam influenciar na decisão do eleitorado altoense

 

Os grupos políticos que pretendem disputar as eleições de Altos com responsabilidade e lisura devem se cercar de todos os cuidados para evitar de serem atropelados pela ação dos aventureiros de plantão que não se preocupam com a veracidade de informações divulgadas. Um dos exemplos é a verdadeira disseminação de falsas pesquisas eleitorais no período que antecede as convenções, um escândalo de grandes proporções e que pode influenciar negativamente no desenrolar do processo político no município.

Quase que diariamente surgem informações sobre pesquisas de opinião em relação às eleições de outubro. Numa delas, certa candidatura aparece com oitenta por cento. Seus adversários, inclusive o possível candidato do prefeito, aparecem com números abaixo de quinze por cento. Como se todos estivessem de braços cruzados e só aquela pessoa atuasse ao encontro dos eleitores. Como se nenhum dos demais grupos políticos tivesse história e serviços dentro de Altos e só esta pessoa fosse a responsável pelo atendimento às demandas e carências da grande maioria da população altoense. O que, evidentemente, não procede.

Pesquisa é coisa séria. E cara. Uma pesquisa eleitoral não sai, hoje em dia, por menos de R$ 5 mil. Abaixo disso é simulação – ou dissimulação. Dependendo do tamanho da amostra pode ser até mais caro. Como quase todo dia é divulgada alguma informação sobre pesquisa no município, imagina-se que o contratante esteja gastando os tubos, pelo menos R$ 20 mil por semana somente com o pagamento do instituto responsável. Aliás, o nome do instituto nunca é divulgado. Também não se divulga o nome do estatístico que assina a amostra. E muito menos os documentos contendo a tabulação aparecem em público. É tudo de ouvir dizer. Alguém disse que alguém viu, estava em cima da mesa do prefeito. Na esquina, um outro espalha a história: foi fulano quem me contou. Mas quando se pergunta se o autor da divulgação teve acesso aos dados da amostra, ele fatalmente responde que não viu. Pergunte: onde estão os papéis?! O outro diz que não sabe.

Os partidos e pré-candidatos prejudicados deveriam ingressar imediatamente na Justiça Eleitoral pedindo que seja solicitado aos políticos contratantes destas falsas pesquisas que apresentem os dados referentes a elas, tais como: I – Tamanho da amostra; II – Critérios de coleta de dados; III – Locais pesquisados; IV – Nome do estatístico responsável; V – Número do registro junto ao TRE/PI (Tribunal Regional Eleitoral); VI – Data de realização da coleta de dados; VII – Data de registro; VIII – Data de autorização da divulgação; IX – Quem são os possíveis candidatos constantes da amostra; X – Quem contratou a pesquisa. Sem estas informações, qualquer pesquisa é considerada fraudulenta, visando única e tão somente influenciar o posicionamento do eleitorado, o que constitui crime eleitoral. No pleito passado, todos sabemos que houve divulgação de pesquisa inexistente em favor do prefeito, mostrando falsa vantagem do candidato à reeleição na ordem superior a doze por cento. Isso foi bastante negativo para a candidatura de oposição, que estava na frente e terminou sendo derrotada por uma diferença de apenas dois pontos percentuais. Em grande parte isso ocorreu por causa da divulgação excessiva da falsa pesquisa.

O que está acontecendo agora é um verdadeiro absurdo e qualquer altoense que receber informação fajuta neste sentido, de que pesquisa tal e qual dá vantagem para este ou aquele candidato, deve imediatamente pedir para ver o documento contendo as informações. Caso não ocorra, estará diante de uma falsidade, passível de punição. Procure o TRE/PI (Tribunal Regional Eleitoral) e denuncie. O número do Disque-Eleições é: 0800 007 9797. Precisamos de eleições limpas para um Brasil melhor.



Escrito por Toni Rodrigues às 15h21
[] [envie esta mensagem] []



ALTOS - SUCESSÃO MUNICIPAL

Prefeito recua novamente e agora sugere nome de Odélia Morais para prefeitura

 

O Blog informou na semana passada que o prefeito José Batista Fonseca havia batido o martelo sobre o seu candidato a prefeito. Seria o vereador Adaildo Pancadão (PSB). Mas ele voltou atrás novamente. Já tinha se definido pelo também vereador Luís Carlos (PSD), presidente da Câmara. Recuou e escolheu Adaildo. No final de semana tentou convencer o servidor público Pedro Pires. Não houve entendimento. Pires disse que não pretende entrar para a política. Hoje, informa-se que para a prefeitura ele irá indicar a professora Odélia Morais, secretária municipal de Educação, tendo o ex-vereador João Campelo (PSD) como vice. Resta saber se o grupo do vereador Luís Carlos permaneceria no esquema da prefeitura depois de seu líder maior ter sido rejeitado publicamente pelo prefeito e vereadores da situação. Tudo indica que estão faltando mesmo é nomes por parte do esquema de situação.



Escrito por Toni Rodrigues às 22h03
[] [envie esta mensagem] []



CONVERSA DE JORNALISTA – O BRADO ALTOENSE

 

Audiência pública sobre aeroporto para Altos foi um sucesso


Olá, amigos e amigas. Estou de volta depois de um longo e tenebroso inverno. Nada grave. Apenas que o sábado foi bastante movimentado. Como sabem, pela manhã, tivemos a audiência da Associação dos Amigos de Altos para tratar sobre a questão do aeroporto a ser construído na Grande Teresina e que nós que seja em Altos. Muita gente participou do evento. Exatamente a quantidade que deveriam participar. Contamos com a presença do jornalista Fenelon Rocha. Ele falou sobre as possibilidades concretas para a construção do novo aeroporto e disse que Altos tem toda a condição para receber o empreendimento.

 

Segundo ele, a rodovia BR 343 será duplicada. O novo Centro de Convenções do Estado será construído no antigo Parque de Exposições Dirceu Arcoverde. A construção do Rodoanel ligando as rodovias BR 316 e BR 343 também será determinante. Muitos dos nossos amigos que discursaram ressaltaram o fato de que a região norte do estado concentra a região litorânea e o acesso aos Lençois Maranhenses e a cidade de Jericoacoara, no Ceará, bem como a cidade histórica de Pedro II. Queria destacar algumas participações:

FENELON ROCHA

JOSÉ OLINDO GIL BARBOSA

FRANCISCO RAULINO NETO

NAECIO MIRANDA

NELIO HOLANDA

PEDRO RODRIGUES

SABRINE MOURA

PEDRINA RODRIGUES

FATIMA CASTELO BRANCO

ELIANA

FRANCISCA PAZ

JOANA RIBEIRO

ROBERTO CARLOS

RAIMUNDA MELO

FÁBIO ALVES

SANDRA ALMEIDA

ALEXANDRE ALMEIDA

DESTERRO GOMES

LUCIENE LINS

MARCONDES GOMES DE ARAUJO

CLOVIS RAULINO NETO

TERESINHA VIANA

SOCRATES

KLAYLTON

IVA MAGUI

KIKO FONTENELE

ESPEDITO MENDES PACÍFICO

PROFESSOR SILVA NETO

IVONERES

TONI RODRIGUES

GREGORINA CRAVEIRO

JOSÉ CLARO

ZEZINHO RIBEIRO

Dentre inúmeros outros, aos quais agradecemos penhoradamente. Lamentamos apenas que os representantes políticos de nosso município, motivados pelo descompromisso ou pela vaidade, não tenham comparecido. Ficou bem claro, por tudo o que aconteceu no auditório do Centro Pastoral Monsenhor Luiz Brasileiro, que NÃO SE TRATA DE UM MOVIMENTO PARTIDÁRIO. Todos tiveram oportunidade de participar independente de sua orientação político-partidária. A Câmara Municipal não mandou representante. A prefeitura também não. Certamente que não fizeram nenhuma falta mas isso mostra o tamanho do descaso que eles têm em relação aos assuntos de interesse da população altoense. Houve até declamação, bastante aplaudida, da jovem poetisa Desterro Gomes.

CONFIRA ALGUMAS IMAGENS DO EVENTO:


Mais tarde, tivemos uma reunião com os companheiros da campanha eleitoral deste ano para definir a convenção e detalhes da coordenação, além do próprio nome da coligação. Algumas sugestões foram devidamente anotadas. À noite, fui até o bairro Tranqueira para um encontro com meu amigo José Rodrigues e seus familiares. Falamos sobre muitos assuntos, principalmente sobre Altos e aquilo que esperamos do nosso querido município. Hoje, outro dia bastante intenso. É assim a vida de um jornalista. Conversar com a população, conhecer a realidade, denunciar irregularidades e lutar pela transformação (para melhor) da comunidade a que pertence.

 

 



Escrito por Toni Rodrigues às 07h40
[] [envie esta mensagem] []



O coronelismo high tech


O coronelismo high-tech tem poucas diferenças em relação aos velhos métodos instituídos na época da Velha República. Os eleitores eram mantidos em "currais" e conduzidos às urnas, no dia da votação, como se fossem "gado". O que mudou? Temos hoje a sociedade tecnológica. Os computadores permitiram o surgimento da internet que por sua vez encurtou distâncias geográficas mas distanciou o ser humano naquilo que ele poderia ter de mais valoroso -- o contato com o próximo que lhe permite aprendizado constante. Os novos coroneis adoram esse distanciamento porque assim ficamos impossibilitados de questionar suas práticas condenáveis. Os novos "santinhos" são os cartões magnéticos dos programas sociais. Mas, e quanto ao nome, número e foto do candidato?

Na época dos coroneis, os eleitores eram tratados como gado. Na sua maioria, viviam em fazendas que pertenciam, em grande parte, a um único dono. Aquele proprietário era dono da terra e do voto dos seus moradores. Os eleitores recebiam "santinhos", que eram cartazes em miniatura com a foto e o número do candidato. Os "santinhos" eram levados para a urna porque os analfabetos precisavam "pescar" o nome ou número do indicado por seus coroneis. Imaginávamos que esta época fora extinta. Menos verdade. Persiste mais firme do que nunca. Agora, temos o coronelismo high-tech. Os novos coroneis estão no poder. Travestem-se de modernistas e libertários. São como aqueles fazendeiros de antigamente. E os novos "santinhos"? Um pouco de calma e os conheceremos.

O "santinho" moderno, como afirmamos há pouco, são os cartões magnéticos de programas sociais. Seus recebedores são beneficiários de recursos a fundo perdido que simulam tirá-los da miséria e colocá-los em um novo patamar social. Nada de novo. Somente velhas promessas aprimoradas pelo conhecimento científico da comunicação de massa. O cartão-santinho se vale da propaganda subliminar. Na televisão, no rádio, nos jornais, nas ruas, praças e avenidas (através de outdoors), para onde nos viramos lá está a marca que nos induz a pensar que vivemos num país de todos. A repetição fixa na memória coletiva a ideia de democracia. De que temos direito de escolha. A marca do governo está impressa nos cartões. Para quem quiser ver. Um autêntico "santinho" das antigas. Como esquecer?!

A associação entre o governante e os programas sociais levam a grande maioria da população a entender que estão recebendo um grande favor e que suas vidas passam a depender exclusivamente desta ação governamental. Caso decidam pensar e agir por si próprios poderão ser excluídos da relação de beneficiários. E assim, como irão continuar vivendo, não é mesmo?! O Nordeste, sob as gestões do século XXI, tem sido tratado desta maneira, à moda antiga, num retorno ao tempo do coronelismo, só que agora renovado pela aplicação da moderna tecnologia. Não estão de fora nem mesmo os herdeiros dos antigos coroneis, e eles se sentem muito bem em serem “tocados” pelos atuais detentores do poder, que encontraram, de fato, “uma fórmula mágica”.

Especialistas entendem que a única política do governo em relação a esta região é eleitoral. O coronelismo high tech faz pressão a longa distância por meio de cartão magnético, mostrando que alguns poucos reais na conta de quem nada tinha, nem mesmo uma conta, são motivo suficiente para determinar o surgimento de uma nova realidade de atrelamento ao poder.



Escrito por Toni Rodrigues às 06h09
[] [envie esta mensagem] []



CONVERSA DE JORNALISTA

ANÚNCIO DE "PANCADÃO" COMO CANDIDATO A PREFEITO GERA POLÊMICA ENTRE PARTIDÁRIOS DO DR. FONSECA

 

O PREFEITO DE ALTOS JOSÉ BATISTA FONSECA ACABA DE ANUNCIAR SEU CANDIDATO A PREFEITO PARA AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO. TRATA-SE DO VEREADOR ADAILDO RODRIGUES (PANCADÃO), DO PSB, ELEITO COM A PROPOSTA DE REVITALIZAR OS “PANCADÕES” E ACABAR COM A LEI DO SILÊNCIO NO MUNICÍPIO. FELIZMENTE, NÃO CONSEGUIU. O PREFEITO DISSE QUE O VEREADOR E PRESIDENTE DA CÂMARA, LUIS CARLOS, QUE ERA ANTERIORMENTE COTADO COMO CANDIDATO A PREFEITO, PODE, SE QUISER, ASSUMIR A VAGA DE VICE. LUIS CARLOS E SEU GRUPO NÃO ACEITARAM A PROPOSTA DO CHEFE DO EXECUTIVO E ESTÃO BUSCANDO GUARIDA EM OUTROS GRUPOS. OCORRE QUE OS DEMAIS CANDIDATOS A PREFEITO JÁ CONTAM COM SEUS VICES DEFINIDOS – ESPEDITO PACIFICO (PTB) TERÁ COMO COMPANHEIRO DE CHAPA O DELEGADO PAULO PIRES (PC DO B) E PATRÍCIA LEAL (PPS) APRESENTARÁ O PETISTA MANOEL RODRIGUES COMO CANDIDATO A VICE.



Escrito por Toni Rodrigues às 16h37
[] [envie esta mensagem] []



ENTREVISTA - ELMANO FERRER

Prefeito fala sobre obras e diz que está pronto para a disputa eleitoral

 

O prefeito Elmano Ferrer (PTB) concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira (31) ao programa Revista da Manhã, da Rádio Teresina FM, apresentado por Toni Rodrigues e com comentários de Pires de Sabóia.

Na oportunidade, tratou sobre política e administração pública. Disse que está realizando mais asfaltamento e calçamento que todos os seus antecessores.

Todo o conjunto da obra nestes segmentos totaliza em torno de 300 km, o que dá quase a distância entre Teresina e Parnaíba.

O prefeito disse ainda que está pronto para a disputa eleitoral de outubro e acredita piamente no apoio do PT.

Ele se recusou em tocar no nome do deputado Firmino Filho (PSDB), que aparece como seu principal adversário, mas sugeriu que ele tenha ido em seu gabinete, na prefeitura, para dizer que deveria realizar apenas pequenas obras.

“Estou fazendo obras grandes e pequenas”, acentuou.

Segundo ele, o projeto Lagoas do Norte tem mais de 50% realizado sob sua administração e está sendo feita nova licitação para contratar o sistema de drenagem da zona leste de Teresina mediante a desistência da empresa Delta Construções, implicada no escândalo de Carlinhos Cachoeira. 

O prefeito afirmou que está pronto para a disputa eleitoral e que é um candidato competitivo.



Escrito por Toni Rodrigues às 09h41
[] [envie esta mensagem] []



MOVIMENTO

 

 

Comunidade altoense se mobiliza na luta por aeroporto 

 

O MAA (Movimento dos Amigos de Altos) realiza neste sábado (02) uma audiência pública a partir das 9h30min no auditório do Centro Pastoral “Monsenhor Luiz Brasileiro”, no centro da cidade.

O objetivo é discutir a possibilidade de construção de aeroporto na região da Grande Teresina, de acordo com recursos alocados pelo deputado federal Júlio César Lima ao PPA (Plano Plurianual de Investimentos) do governo federal na ordem de R$ 500 milhões.

Os recursos serão destinados a construção de um novo aeroporto na região. Altoenses integrantes do Movimento esperam que o aeroporto seja construído naquele município.

Fazem parte do MAA, o jornalista Toni Rodrigues, a professora Pedrina Rodrigues, o juiz José Olindo Gil Barbosa, a assistente judicial Ângela Rosendo Gil Barbosa, o advogado Marcondes Gomes de Araújo, a cantora Fátima Castelo Branco, a cantora Fátima Castelo Branco, o delegado Paulo Pires, o sindicalista Adonias Higino de Sousa, o economista Clóvis Raulino, dentre outros.

O governo do estado determinou a realização de estudo de viabilidade na zona rural sul do município de Teresina. O Movimento quer que semelhante estudo seja realizado também em Altos.

Sabemos da determinação do governo do estado para que seja construído um novo aeroporto”, afirma José Olindo Gil Barbosa. “Sabemos também da determinação da prefeitura de Teresina em não mais fazer qualquer desapropriação na zona norte da capital visando ampliação do atual.”

Prossegue: “Sabemos também que nosso município possui as condições ideais para a implementação de tal obra. Por isso, vamos coletar assinaturas para encaminhar requerimento ao governador do estado no sentido de que seja feito um estudo de viabilidade também em nosso município.

 

 



Escrito por Toni Rodrigues às 16h02
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]