Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, ALTOS, CENTRO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Arte e Cultura
MSN -



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BLOG BANDA LARGA - 180 GRAUS
 UOL - O melhor conteúdo
 GIOVANA MANZOLI
 BLOG DO NOBLAT
 GENETON MORAES NETO
 BLOG NOTÍCIAS BOMBÁSTICAS
 BLOG DO NOBLAT
 Rádio Teresina FM


 
Blog do Toni Rodrigues


 

Altos tem carnaval animado e tranquilo na noite de sexta-feira

 

Muito bom o carnaval de rua patrocinado pela prefeitura de Altos. Estive por lá com Pedrina, Manuelina e Maria Eduarda. Foi no calçadão da praça Cônego Honório ao som das bandas Os Versáteis e Rosa Xote. Encontrei-me com amigos muito queridos: Hidlaw Cavalcante, Helena Silva, Regina, Macêdo, Mano, Cícero, Jotinha, Gilson Campelo Júnior e tantos outros. Pedro Rodrigues e seus amigos marcaram presença com o bloco “D’Ela”. As músicas foram animadas, o clima foi de descontração, havia segurança e não se viu nenhuma agitação além do normal. Espera-se que os dias que ainda restam de folia sejam iguais ou melhores. Parabenizo a municipalidade pela iniciativa que é sempre muito importante. Afinal, carnaval é lazer e cultura. O povo merece e tem todo o direito. A guarda municipal se fez presente. Houve policiamento preventivo e também seguranças particulares. Enfim, todos puderam se divertir à vontade.

 

 



Escrito por Toni Rodrigues às 08h59
[] [envie esta mensagem] []



Silvio Mendes afirma que Wilson Martins tem medo da verdade

 

O ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes, disse em entrevista a emissora de tevê da capital que não subirá em palanque do candidato Firmino Filho se este vier a receber apoio do governador Wilson Martins. Ele criticou a Justiça Eleitoral pela demora no julgamento de ações contra a campanha de Martins. “O governador tem medo da verdade.” Silvio Mendes decidiu revidar críticas do prefeito Elmano Ferrer que, segundo ele, tentam desconstruir as ações realizadas pelo PSDB em Teresina, além de tentar assumir a paternidade de obras que foram iniciadas em outras gestões. Mendes citou o projeto Lagoas do Norte, a climatização de escolas públicas e o Corso, que, segundo ele, é de iniciativa exclusiva da população da capital.



Escrito por Toni Rodrigues às 17h10
[] [envie esta mensagem] []



Evaldo Gomes quer sensibilizar governador a desonerar ICMS para ônibus


O deputado Evaldo Gomes (PTC) concedeu entrevista hoje pela manhã à Rádio Teresina FM e disse que vai fazer uma campanha para sensibilizar o governador Wilson Martins (PSB) a desonerar os impostos sobre o sistema de transporte coletivo urbano da capital. Ele afirma que as empresas poderiam ganhar isenção de até 8%, o que não representaria nenhuma perda para o estado. O parlamentar falou que nos estados do Ceará e Pernambuco, ambos administrados pelo PSB, a isenção favorece o sistema e permite redução no preço da passagem. O chefe do executivo estadual, em outras oportunidads, já declarou que não vai fazer a desoneração porque o ICMS é imposto prioritário para a composição das finanças do governo. (TR)



Escrito por Toni Rodrigues às 17h08
[] [envie esta mensagem] []



Elmano Ferrer anuncia investimentos de R$ 300 milhões para 2012 em Teresina


Hoje pela manhã tive a oportunidade de entrevistar, na Revista da Manhã, Rádio Teresina FM (www.teresinafm.com.br), o prefeito Elmano Ferrer e a presidente do Conselho Estadual de Ação Social, Maria José do Nascimento. Elmano falou sobre os rumos da sua administração e disse que está esperando investir, ao longo deste ano, cerca de R$ 300 milhões em obras prioritárias para Teresina.

Segundo ele, já existem R$ 50 milhões disponibilizados por meio de empréstimo junto ao Banco do Nordeste do Brasil. Ainda segundo ele, é possível acreditar numa aliança com o PT e vários outros partidos, a exemplo do PV, com vistas ao pleito de outubro. Ele explicou que não procurou o PSDB para uma coligação porque o deputado Firmino Filho se lançou candidato a prefeito logo depois da disputa eleitoral de 2010, para o governo do estado.

Com Maria José, tratamos sobre a discriminação de que ela foi vítima no último sábado. Maria José foi chamada de “negra macaca” logo depois de uma discussão de trânsito pelo fato de ser negra. Ela disse que houve um pequeno incidente e uma mulher a agrediu diante de várias testemunhas. Manifestamos a ela nossa solidariedade porque não se admite esse tipo de tratamento a um ser humano em pleno século XX.

No começo da tarde, estive no VTS para uma saborosa peixada em companhia do empresário e desportista Everaldo Cunha. Falamos sobre muitos assuntos do esporte piauiense e falar com Everaldo sobre isso sempre nos dá a certeza de que é possível acreditar num avanço para o setor. Tratamos também sobre a política de Altos, outro assunto de grande interesse de parte a parte. Tem muita coisa para acontecer daqui por diante.



Escrito por Toni Rodrigues às 17h20
[] [envie esta mensagem] []



 

Ayres Filho boicota entrevista de Toni Rodrigues na Vale FM e tenta impedi-lo de se comunicar com a população altoense


Hoje estive na Rádio Vale FM. Uma negação a forma como o Ayres Filho conduziu a entrevista. Ele simplesmente não me deixou falar. Passou o tempo inteiro me interrompendo, me impedindo de concluir minhas colocações. Ficou muito feio para ele e bastante claro de que existe uma orientação de forças ocultas no sentido de tentar denegrir minha imagem. Como ele passou o tempo inteiro perguntando se serei candidato a vereador, imagino que tudo tem a ver com as próximas eleições. Duas coisas ficaram muito claras: 1) ele estava com muito medo, não de mim, mas de seus patrocinadores, que vêm me atacando continuamente em sua emissora; 2) ele não aceita a manifestação popular em seu programa de rádio, tanto que não permitiu a colocação de telefonemas no ar. Consegui, com muito esforço, furar o bloqueio e colocar uma ligação, de uma professora que se manifestou solidariamente a mim. No mais, consegui dizer algumas palavras à população altoense em defesa das acusações que me foram feitas, de que teria barrado a vinda do Sine/PI para o município. Uma grande mentira. E o advogado colocado no ar pelo Ayres, identificado como Enzo, não fala pelo órgão, segundo a secretária Larissa Maia. Tem mais: se for a pessoa que estou pensando, trata-se de um falastrão que andava com uma bengala no bagageiro do carro para se passar por deficiente em fila de banco, tomando o lugar dos verdadeiros deficientes e também de idosos. Estas são as pessoas que me atacam. De outro lado, quero agradecer ao empresário Uverlânio Nogueira, que me oportunizou a participação em sua emissora. Muito gentil de sua parte. Meus agradecimentos sinceros.

 



Escrito por Toni Rodrigues às 18h14
[] [envie esta mensagem] []



No Facebook, amigos se manifestam em solidariedade a Toni Rodrigues

 

Quero agradecer de coração a todos que se manifestaram em solidariedade à minha pessoa. Coloco abaixo todos os posts do Facebook em razão das perseguições tremendas de que tenho sido vítima. Tudo porque ousei desafiar o poder de um intocável altoense (ainda são muitos). Vejam abaixo o que se falou na rede social sobre o assunto.




Escrito por Toni Rodrigues às 19h27
[] [envie esta mensagem] []



 

Pseudoaradialista faz acusações injustas contra Toni Rodrigues seguramente  patrocinado  por um certo “promotor de Justiça”

 

Fui acusado injustamente pelo pseudoradialista Ayres Filho de ser o responsável pela não vinda do Sine/PI (Sistema Nacional de Emprego) para o município de Altos. Mais uma grande mentira deste senhor que não se cansa de fazer feio frente ao meio de comunicação em que trabalha, no caso, a Rádio Vale do São Francisco FM. Está se transformando num mentiroso especializado a serviço de autoridades desocupadas. Explico.

Ele disse em seu programa de sexta-feira (10) que eu tinha impedido a vinda do Sine/PI para Altos e que com isso centenas de trabalhadores estavam sendo prejudicados na sua perspectiva de conseguir um emprego. Primeiro de tudo, o Sine/PI não garante emprego para ninguém. É apenas um sistema de cadastro de mão de obra.

O pseudoradialista Ayres Filho deve estar prestando assessoramento para um certo “promotor de Justiça”, que não deve ter o que fazer na comarca em que trabalha, porque toda semana vem para Altos a fim de promover intrigas contra a minha pessoa. Ele está profundamente irritado, todos sabem, porque denunciei sua manobra no sentido de se coligar com o prefeito José Batista Fonseca, que ele queria manter em segredo.

Não entendo o porquê deste segredo. Será que ele tem vergonha do Dr. Fonseca?! Já fiz política ao lado do atual prefeito e nunca tive vergonha de assumir a condição de seu liderado. O “promotor de Justiça” fica incomodado quando se afirma que ele está tentando se aliar ao prefeito. Qual é o problema?! Fique à vontade para cumprir seu destino.

Mas as agressões e ameaças continuam. No dia 3 de fevereiro ele, o próprio, esteve na Rádio Vale FM e me fez uma série de ameaças. Disse, entre outras coisas, que eu iria pagar pelo “crime” que tinha cometido, que sou um jornalista sem credibilidade (só porque levei ao conhecimento público a sua manobra) e ainda mais: que seria processado de forma tão violenta que não conseguiria me livrar da condenação, porque ele contava com o trabalho de 12 advogados contra minha pessoa.

Como se percebe, tenho sido brutalizado de todas as formas, inclusive tratado como se fosse um criminoso, coisa que não sou. Pelo contrário. Sou jornalista profissional, tenho família e sou um cidadão cumpridor de minhas obrigações. Quanto ao promotor, acredito que ele também tenha certas qualidades, como toda gente, e alguns defeitos. Não sou eu quem vai condená-lo por isso. Apenas entendo que ele deveria aceitar as críticas como todo mundo e recolher-se quando está errado, buscando a correção dos seus rumos.

Mas não. Ele insiste no erro. Atua no sentido de me agredir continuamente. E ressalto que ele também pode ser processado por isso. Nesta semana, fui informado por um amigo, já idoso, que reside na rua Jaime Rosa, próximo ao Mercado do Produtor, de que um dos acompanhantes do mencionado promotor, o procurou para que servisse de testemunha num processo contra mim. Perceba-se aqui: o que se está querendo fazer é utilizar a Justiça para tentar intimidar um jornalista, impedindo-o de cumprir suas obrigações. Não há reparação a ser feita. Não cometi crime algum. Nunca investi contra a legalidade. Sou um servo da lei, como todos deveríamos ser.

Investe contra a legalidade aquele que tenta produzir provas falsas para tentar incriminar um inocente. Meu amigo disse que não se prestaria ao papel de servir de testemunha contra mim porque não sabe de nenhum mal feito de minha parte e nem mesmo que eu tenha praticado contra a pessoa do acompanhante em questão. Ele está ofendido porque revelei suas peripécias no sentido de expor publicamente informações de processos em trâmite no Fórum da comarca. Tenho provas disso. Tanto testemunhais quanto em gravações de seu próprio patrocinador, que não consegue se conter toda vez que vê um microfone diante de si e comete os maiores disparates. É um boquirroto.

O maior dos seus disparates é “motivar” esse pseudoradialista a me atacar continuamente em seu programete de rádio. Estive pessoalmente com ele, Ayres Filho, e pedi o direito de resposta. Ele prometeu que me ouviria no dia 4 de fevereiro. Fui até a emissora na data e hora marcada e recebi a informação de que ele tinha “adoecido”. Fui novamente no dia 11, sábado seguinte, mais uma vez ele estava “doente”. Acontece que na sexta-feira ele recebeu uma “tropa” de desocupados para me agredir. Eu estava trabalhando em Teresina e soube depois. Procurei a emissora do pseudoradialista, que apresenta programa embriagado, e me disseram novamente que ele não faria o programa. Estava “de cama”. Penso que estava mesmo era "de cana".

Perceba, nobre leitor (a), que ele, o pseudoradialista, só cai de cama quando é para me entrevistar. Parece ter medo do que tenho a dizer. Deve ser porque revelei, em 2004, que ele estava fazendo chantagem com o então candidato a prefeito da oposição. Queria dinheiro para parar de falar mal do mesmo. Gravei tudo e expus para a análise da opinião pública altoense. As gravações estão comigo. É com esse tipo de gente que certos “promotores de Justiça” se acompanham. É esse tipo de gente que se coloca para falar mal de mim injustamente.

Em sua entrevista do dia 3 de fevereiro o “promotor” em questão disse que tinha procurado a Associação do Ministério Público para solicitar que fizesse uma investida contra a minha pessoa. Entendo que a Associação representa promotores em atividade quando estes são atacados injustamente. O “promotor” não foi atacado. Outra: ele não foi criticado como promotor (porque não é promotor em Altos e sim em sua jurisdição, que é Teresina, e em vara específica, que nem mesmo sei qual é) e sim como político, uma dubiedade que ele insiste em negar. Se houver manifestação da entidade contra mim, será injusta e plenamente combatida na forma da lei. De outro lado, conheço muito bem o presidente, doutor Flávio Teixeira, um representante da mais alta responsabilidade. Ele não se prestaria ao papel de atacar jornalistas só para atender caprichos de quem quer que seja.

Certas autoridades imaginam estar acima da lei. E ficam indignadas quando percebem que estão equivocadas quanto a isso. Equivocadas também quanto ao modo de fazer política, agredindo e perseguindo. Todos conhecem o destino de agressores e perseguidores. Em Altos, a maioria da população o detesta por conta das aberrações que patrocina, o que é público e notório.

 

Ao vir montar sua tenda política em Altos, imaginava encontrar um município repleto de imbecis, que poderia controlar com sua oratória apurada. Enganou-se de novo. Existe muita, muita vida inteligente por aqui. Para seu conhecimento, é a grande maioria da população altoense. Gente que trabalha, estuda e que faz acontecer. Gente que se preocupa com o futuro e que vem sendo continuamente massacrada por certos políticos que não se cansam de pensar o contrário sobre nossa população.

 

Finalmente, quero registrar que na segunda-feira (06) o vereador Carlos Augusto Cavalcante, combativo em sua atuação parlamentar, confirmou todas as minhas palavras em pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Altos. Ele me defendeu dizendo que sou um cidadão que trabalhou duro a vida inteira para construir uma biografia admirada e não se pode permitir que seja desta forma vilipendiada por pessoas que não têm o que fazer em Altos. Muito grato ao nobre vereador por suas afirmações. A vida é mesmo “um combate que aos fracos abate e aos bravos e fortes só há de exaltar”, como diria o imortal Gonçalves Dias. Vamos em frente que a estrada é longa.

 



Escrito por Toni Rodrigues às 11h09
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]